terça-feira, 4 de setembro de 2012

Materializando a ideia!

video

Empresa Pública de Transporte e Circulação (EPTC)




Nesta segunda-feira, dia 03 de setembro, fizemos uma visita a Empresa Pública de Transporte e Circulação (EPTC) a fim de buscar informações técnicas a respeito do funcionamento da sinaleira de pedestres. Fomos recebidos pelo Thiago de Souza Jardim, responsável pelo Planejamento Semafórico da EPTC.
Ele explicou que o tempo de funcionamento da sinaleira de pedestres é o resultado de um cálculo proporcional à distância percorrida e a velocidade do pedestre, formando um ciclo para que seja estabelecido um sincronismo entre as sinaleiras. E que se o botão da sinaleira de pedestres não for acionado, a sinaleira nunca vai fechar.

segunda-feira, 25 de junho de 2012

Definido o foco do nosso projeto

Em nossas últimas entrevistas tivemos várias informações de alguns problemas que as pessoas com mais idade enfrentam e teve um problema em questão que nos chamou bastante atenção, que foi o pouco tempo em que as sinaleiras ficam fechadas; alguns idosos disseram-nos que tem dificuldades ao se locomover e que o pouco tempo da sinaleira muitas vezes não é suficiente para que os mesmos possam atravessar a rua com segurança. Então pensamos em um sistema que o idoso passa um cartão com chip e o tempo em que o sinal fica fechado duplica, tornando a travessia do idoso mais segura.

domingo, 3 de junho de 2012

Visita ao Centro de Referência de Assistência Social (CRAS) - Lomba do Pinheiro

Na última quarta feira, 30 de maio, fomos ao Centro de Referência de Assistência Social (CRAS), onde conversamos com algumas pessoas da terceira idade, lá elas nos relataram alguns dos principais problemas que enfrentam, como: à falta de educação dos jovens, escadas com degraus muito grandes, ônibus que param longe do meio fio, o tempo da sinaleira de pedestres, tonturas causadas pela pressão (alta e baixa) e problemas com locomoção. Foi relatado também o abandono parcial e total; total quando nem família e nem amigos ligam ou procuram e parcial quando telefonam, mandam cartas, etc., mas não visitam e não convidam para nada.


sábado, 26 de maio de 2012

Visita ao Programa GERON - PUCRS



video

 

Nesta última segunda feira, 21 de maio, entrevistamos a Coordenadora do Programa de Atividade Física para Terceira Idade inserido no Programa GERON, Sônia Beatriz da Silva Gomes, para nos esclarecer sobre problemas que os idosos enfrentam e como o programa os ajuda. Ela nos relatou que o Programa tem como objetivo ajudar na autonomia das pessoas com idade mais avançada, envolvendo-os em atividades físicas, sociais, de conhecimento, culturais e de inclusão digital. Disse também que alguns dos problemas percebidos são: a perda de sensibilidade, a fragilização dos ossos e do equilíbrio. Também que 90% das agressões são por pessoas da própria família e que os mesmos abrigam essas pessoas apenas pelo beneficio e que vivem em péssimas condições.
Em seguida conversamos com alguns integrantes do programa e podemos observar que em cada fala se repetia à falta de educação dos jovens. Eles compararam a juventude de hoje com a de antigamente e disseram: Os jovens de hoje não tem respeito algum pelas pessoas mais velhas, são grossos e mal educados. Mas também nos foi dito que eles gostariam que os jovens se integrassem mais com as pessoas mais velhas.

segunda-feira, 14 de maio de 2012

Centro de Referência de Assistência Social (CRAS) no Guerreiro

video

Nesta última terça feira, 08 de maio, as psicólogas Suelen Blazina, Glaucia Pimentel e Lissandra Vieira Soares, do Centro de Referência de Assistência Social (CRAS) fizeram-nos uma visita para esclarecer quais os principais problemas que as pessoas da terceira idade enfrentam no nosso bairro. Alguns dos mais citados foram a dificuldade de locomoção, audição, problemas crônicos, acessibilidade e abandono. Relataram também que na maioria das vezes os idosos são mantidos na casa de seus parentes apenas pelo benefício recebido do governo e vivem em péssimas condições.

sexta-feira, 20 de abril de 2012

Pesquisa em desenvolvimento



Iniciamos o nosso trabalho fazendo leituras, como por exemplo, “A Velhice” de Simone de Beauvoir. Estamos estudando, também, o “Estatuto do Idoso” e fazendo pesquisas sobre alguns assuntos relacionados à velhice. Logo mais faremos entrevistas em alguns lugares específicos e com os alunos de nossa escola para coletar informações sobre os principais problemas que afetam a terceira idade.